Labels

World Order - PT

Thursday, September 22, 2016

Jennifer Hoffman -- LIMPANDO A NOSSA CASA, FECHANDO CICLOS

Resultado de imagem para pictures of cleaning the spiritual  house

Por: Jennifer Hoffman

Uma vez mais estamos a atravessar um ciclo importante de limpeza e remoção, um ciclo no qual o nosso passado apresenta-se-nos como o prato principal no buffet da vida (tal como sucedeu em Setembro de 1997).

Porque temos de passar pelo mesmo, uma e outra vez? Porque cada uma dessas vezes temos a ocasião de contemplar a situação desde um ângulo novo e uma perspectiva diferente, ou pelo menos esse é o propósito da repetição de ciclos.


Deste modo, podemos limpar a nossa casa energética, finalizar e completar uma etapa, para assim podermos alcançar um nível maior de congruência. A congruência é um estado de harmonia energética em que a energia flui com graça e facilidade. A mesma situação sempre se nos irá apresentar repetidamente, até que consigamos chegar a esse estado.

Este é o momento de limpar a nossa casa energética e de nos ocuparmos de algumas tarefas de purificação emocional, ainda que nos resultem pesadas, porque assim estaremos preparados para a integração das energias novas.

Se não curamos completamente os remanescentes do nosso passado, quando as energias novas ingressarem, deslizar-se-ão para os buracos existentes no nosso campo energético (devido a dores antigas, traumas, medos, remorsos e mágoas). De facto, as energias novas, fazem-nos sentir pior.

É esse o motivo pelo que algumas descargas e mudanças energéticas importantes também podem provocar grandes crises existenciais. Toda a nossa energia se eleva em conjunto, não apenas a energia “boa”. E quando alguma coisa nos chama a atenção, também nos focamos mais nela.
A questão não é tanto curar, como avançar. Centramo-nos tanto no processo de cura que não damos a atenção suficiente ao passo seguinte, quando colocamos essa cura em prática.

A única forma de saber se estamos totalmente curados e se terminámos algo, é aplicando o que aprendemos e passar à acção. Necessitamos tentá-lo e ver o que sucede. Mas temos medo de obter os mesmos resultados do passado, motivo pelo qual entramos num outro ciclo de cura para nos assegurarmos de que estamos, realmente curados.

Com isto o único que conseguimos é continuar a dar voltas na roda da cura. Ao contrário de passar à acção que nos impulsiona para outro nível onde podemos alcançar uma perspectiva nova e completar a situação de forma diferente (o que, consequentemente, nos permite conseguir outro nível de conclusão e encerramento).

A conclusão não significa ter de chegar a um final feliz – outra crença que usamos para insistir em que ainda não estamos curados. Cremos que se ainda sentimos dor, isso significa que ainda nos resta trabalho por fazer. E talvez seja assim, mas com outro nível de consciência. A única forma de avançar até esse nível é passar à acção e valorizar os resultados.

Se ainda sentimos dor, talvez seja, porque ainda temos trabalho a fazer, mas com uma advertência. Sentir dor não significa que o trabalho de cura não tenha acabado, mas sim que ainda não chegámos ao nível de encerramento e conclusão que nos permite estar em harmonia ou em congruência com todos os aspectos dessa situação. 
O oposto de dor não é a ausência dela, é a congruência. A dor aparece quando não existe harmonia, quando a energia das nossas vidas não flui livremente. Sentimo-la, porque não podemos fazer que encaixem todas as peças – queremos que algo que não pode funcionar, funcione. Desejamos ser felizes em situações onde não é possível sê-lo, ou amamos alguém que não nos ama de igual forma.

A harmonia dá-se quando há congruência, quando sentimos alegria, plenitude e bem-estar (que inclui as energias da alegria, da paz e do Amor), e tudo isso como resultado do trabalho interior que leva à sensação interna de conclusão. Como podemos preencher os buracos vazios que a nossa dor cria? A resposta a esta pergunta é o que nos ajudará a chegar à congruência.

Preencher esses espaços vazios é o trabalho pesado que estamos a realizar desde há muitíssimas eras e particularmente nesta vida. É o que completa a rede 3D para o processo de Ascensão e ao mesmo tempo que o fazemos nas nossas vidas, também estamos a fazê-lo para a rede energética da Terra. Isso não significa que o conseguimos, quer dizer que chegaremos a finais e conclusões que nem sempre serão felizes.

Às vezes esses finais irão necessitar aceitação e libertação; outras, teremos que ver confirmados os nossos maiores receios. Mas far-nos-ão sentir paz e uma sensação de acabamento. Se queremos que todos os resultados sejam felizes e que todas as confirmações sejam positivas, limitamos a nossa capacidade de chegar a um fim.

A nossa insistência em conseguir finais felizes e “bons” resultados mantem-nos estagnados em ciclos intermináveis de cura. A nossa lição mais difícil, como tenho dito durante muitos anos, é a aceitação: aceitar as escolhas de outras pessoas ou as situações que não podemos mudar.

Isto também implica aceitar as nossas próprias limitações no que se refere à cura e em ajudar e ter de “completar” outros. Frequentemente, tentamos que sejam pessoas melhores para ter a sensação de que nós também nos curámos, mas isso não funciona assim.
Esta é uma “viagem individual” que frequentemente, queremos que gire à volta de alguém fora de nós. Alcançamos a nossa congruência quando preenchemos os nossos próprios espaços vazios, quando nos tornamos congruentes internamente. Então estaremos curados e também completos no exterior.

Devemos focar-nos em ser congruentes, não na cura, nem na plenitude, nem em tentar modificar a outra pessoa que nos poderia proporcionar a vida alegre e feliz que ansiamos. Em vez de dizer: “quero ser feliz”, podemos declarar a intenção de ser congruentes, de forma que possamos criar um fluxo harmónico de energia, que faça que tudo encaixe e funcione.

Todos os dias podemos encontrar alguma coisa na qual concentrarmo-nos e que nos proporcione alegria, não importa que seja grande ou pequena. Isso ajudará a criar o seguinte nível de consciência que necessitamos para transcender a dor.

Chegará um dia em que teremos acontecimentos alegres e cheios de felicidade nas nossas vidas, sem dor nem sofrimento; um dia em que teremos alcançado congruência e harmonia e estaremos num fluxo de alegria de forma contínua. Esse será o nosso Céu na Terra pessoal e é o que viemos cá criar. E este é o momento: façamo-lo congruente.

Jennifer Hoffman

Direitos de autor reservados © 2016 por Jennifer Hoffman. Podem citar, traduzir, reimprimir ou referir-se a esta mensagem se mencionam o nome da autora e incluem um vínculo de trabalho a:

Divulgação: El Manantial del Caduceo en la Era del Ahora
manantialcaduceo.com.ar
Tradução: Lúcia


No comments:

Post a Comment

FINALMENTE... NOVA CAMPANHA DA LEGALIDADE

rc


info@exopoliticsportugal.com

ESOTERIC



SUBTITLES IN ENGLISH, ESPAÑOL, PORTUGUÊS

Click upon the circle after the small square for captions

DAVID LIGHT EYE -- UFO's/SCIENCE

RICHARD DOLAN



TRANSCRIÇÃO DESTE VIDEO EM PORTUGUÊS AQUI



AMUNA RA CHANNELLINGS

TURQUIA


NOTICIAS SOBRE A RESISTÊNCIA TURCA

No primeiro dia de Junho, depois de terem mandado lixar a troika, algumas dezenas de estudantes turcos a residir em Portugal juntaram-se na Avenida dos Aliados, no Porto, para apoiar os compatriotas. Dezenas de milhares de turcos têm protestado, ao longo da última semana, em Ancara e Istambul, contra o Governo de Recep Taiyyip Erdogan. Em causa está não só a decisão de construção um centro comercial no parque Gezi, mas também (ou sobretudo) um enorme descontentamento com a política de Erdogan, marcada pelo conservadorismo e pelo entusiasmo por grandes obras públicas consideradas fracturantes. O P3 quis ouvir jovens que conhecem a realidade turca e perceber qual é a perspectiva que têm sobre o conflito. Ideologias à parte, no final, a mensagem foi só uma: o povo está unido contra a violência e pela democracia.

http://insanlikolmedi.tumblr.com/

http://occupygezipics.tumblr.com/

http://www.trcanlitv.net/2013/05/halk-tv-izle.html



O MANUSCRITO DA SOBREVIVÊNCIA

Ron Head

PREZADOS/AS LEITORES/AS

AS MENSAGENS CANALIZADAS POR RON HEAD AGORA ESTÃO SENDO POSTADAS NO BLOG:

http://portugueseronhead.blogspot.com.br/